Deputada distrital Júlia Lucy associa arco-íris LGBT a Hitler

O também deputado Fábio Felix (Psol) lamentou a imagem divulgada nas redes sociais

Publicado em 03/04/2019

Deputada do DF Júlia Lucy faz associação de Hitler com Jean Wyllys

A deputada distrital Júlia Lucy (Novo) causou repúdio dentre LGBT nas redes sociais na segunda-feira 1º.

Curta o Guia Gay Brasilia no Facebook

A parlamentar publicou uma montagem com os dizeres: "1º de abril, dia do socialismo que dá certo".

Na imagem, há fotos dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva (ambos do PT), Fernando Henrique Cardoso (PSDB), do ex-deputado federal Jean Wyllys (Psol) e líderes estrangeiros, como o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

Ao lado de Wyllys, na imagem, aparece Adolf Hitler e atrás de todos um arco-íris.

O deputado Fábio Felix (Psol), o primeiro abertamente gay do DF, lamentou a associação realizada por Júlia.

"É muito triste que a bandeira LGBT e o Jean Wyllys estejam vinculados a Hitler, que matou tantos gays. É triste uma pessoa nova, inteligente, fazer esse tipo de brincadeira de mau gosto. Vou me ater a repudiar, pois esse tipo de atitude quebra muitas pontes", disse Felix, segundo o Metrópoles.

A deputada tentou se defender afirmando que a imagem não era homofóbica e que a achou engraçada. Ela disse também que o "arco-íris não é exclusivo dos movimentos LGBTs".

"Não dá para pensar que tudo é um recado para alguém. Não acho que foi ofensivo", afirmou.

Além do arco-íris ser amplamente difundido como um símbolo LGBT, Júlia errou ao afirmar que ele não é exclusivo nosso. Na imagem está um arco-íris com seis cores e ele é, sim, exclusivo da luta LGBT, criado nos anos 1970 pelo movimento gay. O arco-íris original tem oito cores.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.