Sérgio Mamberti fala da morte de marido com quem viveu por 37 anos

História é contada em biografia recém-lançada do ator, 'Senhor do Meu Tempo'

Publicado em 02/05/2021
sergio mamberti marido ednardo toquarto
'Ed, meu companheiro querido, nos deixou muito cedo', lamenta o ator, de 82 anos, no livro

Sérgio Mamberti fala da perda do marido, Ednardo Torquato, com quem viveu 37 anos, em sua biografia Senhor do Meu Tempo (Edições Sesc), que acaba de ser lançada.

Curta o Guia Gay no Instagram

Os dois se conheceram em 1982 e foram morar juntos três anos depois. Torquato faleceu em 2019. 

"Ed, meu companheiro querido, nos deixou muito cedo", lamenta o ator, de 82 anos, no livro, coescrito com o jornalista Dirceu Alves Jr.

"Sei que nunca vou me recuperar dessas duas perdas, mas a vida exige coragem e esperança para seguir em frente", escreve.

A outra perda a que se refere é da primeira mulher, Vivian Mahr, morta em 1980, em decorrência de problemas causados por insuficiência cardíaca. Eles tiveram três filhos.

Mamberti também fala do presente que ganhou do autor Gilberto Braga, que lhe rendeu seu mais famoso papel na televisão.

Em sua estreia na Globo, na novela Brilhante (1981), de Braga, o ator não teve boa experiência.

O autor, então, lhe convidou sete anos depois para outro trabalho como forma de apagar aqueles momentos ruins. Daí surgiu o mordomo Eugênio, um dos personagens mais lembrados de Vale Tudo.

"Foi com Vale Tudo que senti pela primeira vez uma virada radical na minha carreira em termos de popularidade. O Eugênio se transformou em meu alter ego", conta.


Parceiros:Lisbon Gay Circuit Porto Gay Circuit
© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.