Vereador gay David Miranda assumirá vaga de Wyllys no Congresso

Casado com Glenn Greenwald, político é primeiro suplente da coligação do Psol e PCB

Publicado em 24/01/2019
Vereador gay David Miranda assumirá vaga de Jean Wyllys na Câmara dos Deputados
Eleito para a Câmara de Vereadores do Rio, em 2016, Miranda agora irá para Brasília

Assumidamente gay, o vereador David Miranda (Psol) do Rio de Janeiro assumirá a cadeira deixada por Jean Wyllys (Psol-RJ) na Câmara dos Deputados.

Curta o Guia Gay Brasilia no Facebook

Wyllys revelou, nesta quinta-feira 24, que está de férias fora do Pais e que não voltará mais ao Brasil para exercer seu terceiro mandato. O motivo são as ameaças de morte que recebe há muitos meses.

Mais
>>> Jean Wyllys desiste da política e diz que não volta mais ao Brasil

Miranda, de 33 anos, elegeu-se em 2016 para a Câmara de Vereadores da capital fluminense.

No ano passado, o vereador tentou uma vaga no Congresso. Ele não conseguiu se eleger, mas seus 17.356 votos o colocaram como primeiro suplente da coligação "Mudar é possível" composta por Psol e PCB.

Miranda é casado com o jornalista norte-americano Glenn Greenwald, que trabalha para o site The Intercept e revelou o esquema de espionagem dos Estados Unidos descoberto por Edward Snowden, em 2013. O casal tem dois filhos adotivos, João e Jonathan.

No Twitter, o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) comemorou a saída de Wyllys escrevendo: "Grande dia!".

Miranda, então, respondeu ao comentário: "Respeite o Jean, Jair, e segura sua empolgação. Sai um LGBT e entra outro, e que vem do Jacarezinho. Outro que em 2 anos aprovou mais projetos que você em 28. Nos vemos em Brasília."


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.