Trans e travestis são inclusas em tratamento contra drogas no DF

A partir de agora, segmento passa a ter direito de participar de comunidades terapêuticas

Publicado em 24/03/2019
drogas travestis transexuais df
Secretário de Justiça classificou norma anterior, que não incluía trans, de injustificável

Transexuais e travestis agora também podem se tratar contra a dependência química em Brasília.

Curta o Guia Gay Brasilia no Facebook

O Governo do Distrito Federal (GDF) publicou nova norma, na sexta-feira 22, que autoriza a inclusão deste segmento em comunidades terapêuticas que fazem parceria com o serviço público.

Até então, pessoas trans e travestis que quisessem fazer o tratamento nestes lugares precisavam pagar. Era atendidos apenas homens e mulheres que se identificassem com seu gênero de nascimento.

Ao G1, o secretário de Justiça, Gustavo Rocha, não explicou o porquê da diferenciação até então entre as pessoas, mas classificou a norma anterior como "injustificável" e "um absurdo".

"Se é usuário de drogas e precisa de acolhimento para largar o vício, não tem que haver diferença no uso do recurso público", disse o secretário.

O Artigo 2 da norma recém-publicada deixa claro que não é possível mais discriminar. "Garantia e acolhimento à população LGBTI, em ambiente livre de preconceito, discriminação e/ou segregação", diz um dos pontos do artigo.

Outro ponto esclarece: "Preservação da orientação sexual e da identidade de gênero, inclusive mediante uso do nome social em todos os estágios do acolhimento bem como liberdade de escolha do tipo de Comunidade Terapêutica que deseja acolhimento, conforme a identidade de gênero autodeclarada na época do acolhimento."

A norma também estabelece "fomento à capacitação para que as equipes de profissionais das Comunidades Terapêuticas, visando a oferta de atendimento ético e respeitoso à população LGBTI" e "fomento às iniciativas inovadoras para atendimento da população LGBTI".

A regra já está valendo.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.