Lésbica, vereadora Marielle Franco é assassinada no Rio

Morte, na noite da quarta-feira 14, causou comoção no País

Publicado em 15/03/2018
Lésbica, vereadora do Rio Marielle Franco é assassinada
Causas negra e feminista eram bandeiras de Marielle, quinta vereadora mais votada do Rio

A vereadora Marielle Franco, do Psol/RJ, foi assassinada a tiros no centro da capital fluminense, na noite de quarta-feira 14.

Curta o Guia Gay Brasilia no Facebook

Marielle voltava de um evento chamado "Jovens negras movendo as estruturas" no bairro da Lapa quando um carro emparelhou ao que ela estava e disparou ao menos nove tiros.

A vereadora foi atingida por pelo menos quatro tiros e morreu na hora. O motorista que a levava, Anderson Pedro M. Gomes, de 39 anos, também foi atingido e morreu no local.

Socióloga e com 38 anos, Marielle foi eleita com 46.502 votos nas eleições de 2016 - ela foi foi a quinta mais votada no Rio de Janeiro. 

Há duas semanas, Marielle assumiu a relatoria de uma comissão da Câmara dos Vereadores do Rio para acompanhar a atuação das tropas federais na segurança na cidade. Ela era contra a intervenção militar.

Marielle tinha uma filha, Luyara, nascida quando a vereadora tinha 19 anos. Lésbica, Marielle defendia os direitos LGBT, mas tinha como suas principais bandeiras a luta contra o racismo e a igualdade das mulheres.

No Dia dos Namorados, 12 de junho, do ano passado, Marielle compartilhou foto ao lado da companheira com a legenda: "Porque hoje também é Dia das Namoradas! Toda forma de amor vale a pena! #ONossoAmorExiste".

A hipótese de Marielle ter sido morta por uma milícia é uma das mais prováveis. Sua morte causou comoção no Brasil e ganhou destaque na imprensa estrangeira.

Em nota, seu partido, o Psol, afirmou que "a atuação de Marielle como vereadora e ativista dos direitos humanos orgulha toda a militância do Psol e será honrada na continuidade de sua luta. Exigimos apuração imediata e rigorosa desse crime hediondo. Não nos calaremos".

Vereadora Marielle Franco

 


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.