Gays e lésbicas são os menos otimistas sobre governo Bolsonaro

Expectativa positiva em relação ao novo presidente é menor que a dos primeiros mandatos de seus antecessores

Publicado em 02/01/2019
Gays e lésbicas são os menos otimistas em relação ao governo Bolsonaro
Jair Bolsonaro (PSL) tomou posse como o 42º presidente da República

Homossexuais formam o grupo menos otimista em relação ao governo de Jair Bolsonaro (PSL), que tomou posse na terça-feira 1º.

Curta o Guia Gay Brasilia no Facebook

Pesquisa do instituto Datafolha mostra que menos da metade de gays e lésbicas do Brasil (47%) tem expectativa positiva sobre o novo governo.

O índice é 18 pontos inferior à média do País, que ficou em 65%. Do recorte por gênero e etnia, homens (69%) são mais otimistas que mulheres (61%) e que pretos e indígenas (59%).

No geral, o governo será ruim para 17% dos entrevistados e regular para 12%. Outros 6% não souberam opinar.

A expectativa positiva a Bolsonaro é menor que a de Fernando Collor (71%), e que a dos primeiros mandatos de Fernando Henrique Cardoso (70%), Lula (76%) e Dilma Rousseff (73%).

A pesquisa foi realizada com 2.077 brasileiros em 130 cidades entre 18 e 19 de dezembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.