Maioria prefere que James Bond seja mulher do que gay

Pesquisa mostra que espectadores dão pouco apoio a mudança de perfil do personagem

Publicado em 23/11/2018
Maioria das pessoas prefere que James Bond seja mulher do que gay, diz pesquisa
Daniel Craig já viveu o espião britânico quatro vezes no cinema

A diversidade nas telas de cinema ainda esbarra em muito preconceito.

Curta o Guia Gay Brasilia no Facebook

Uma recente pesquisa realizada pela Morning Consult e Hollywood Reporter descobriu que as pessoas preferem que o herói James Bond seja mulher do que gay.

Apenas 28% dos entrevistados apoiam a ideia de que o agente secreto mais famoso da história do cinema seja gay em um próximo filme.

Para 37% seria uma boa ideia que o agente fosse uma mulher. No recorte por raças e etnias, 37% apoiam que 007 seja asiático e 29% que seja hispânico.

O único recorte de diversidade para o personagem que ganha apoio da maioria é a ideia dele ser negro (51% disseram ser favoráveis).

Há algum tempo fala-se no nome de Idris Elba para viver o espião criado pelo escritor Ian Flemming.

Apenas seis atores deram vida ao personagem em 24 filmes: Sean Connery, George Lazenby, Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e Daniel Craig.

O próximo longa da saga, que será lançado em 2020, ainda terá Craig como protagonista.

A pesquisa ouviu 2.086 norte-americanos adultos entre 8 e 11 de novembro.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.