Datafolha traça perfil do tipo de brasileiro mais homofóbico

Dentre as características avaliadas estão idade, região, nível de escolaridade e religião

Publicado em 03/11/2018
datafolha pesquisa homofobia
A oposição à aceitação da homossexualidade é mais forte dentre evangélicos

O Brasil é um dos países mais avançados do mundo em direitos LGBT, respeita as paradas arco-íris e maioria da população não só aprova o casamento entre pessoas do mesmo sexo como defende que a homossexualidade deva ser aceita.

Curta o Guia Gay Brasilia no Facebook

Entretanto, há quem pensa diferentemente. E o Datafolha traçou o perfil das pessoas homofóbicas no País.

Os brasileiros mais contrários a homossexuais são, no geral, pobres, mais velhos, menos escolarizados, nortistas e evangélicos.

E o perfil de quem mais aceita a homossexualidade é outro: mais jovens, tem altas renda e nível de instrução formal, sulistas, e ateus ou sem religião.

Na média, de acordo com o mesmo levantamento, 74% dos brasileiros, portanto a grande maioria, concordam que a "homossexualidade deve ser aceita por toda sociedade". Outros 18% defendem que a "homossexualidade deve ser desencorajada". Por fim, 8% não souberam.

A sondagem do Datafolha é levantamento por amostragem com sorteio aleatório dos entrevistados. Foram entrevistados 9.173 eleitores, com 16 anos ou mais, em 341 municípios do país em 24 e 25 de outubro.

A margem de erro máxima é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi contratada pela Folha de São Paulo e pela TV Globo.

Veja alguns dados nestes quadros exclusivos que produzimos para você:

pesquisa datafolha gay homofobia discriminação

datafolha gay pesquisa estudo homofobia

 


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.